Como viajar e conhecer o Monte Fuji

O Japão é definitivamente um país de experiências incríveis, que irão marcar para sempre a vida de quem visitar esse país. A importante ilha no Pacífico revela um enorme potencial humano, com uma cultura milenar e tradições que tornam o país um ponto turístico a ser visitado e conquista um lugar especial no coração dos viajantes. Além disso, a natureza generosa e única do lugar dá ao país um tom de equilíbrio entre a pulsante vida urbana das cidades japonesas e suas cadeias de montanhas e recantos selvagens.

Um dos destinos mais comuns no Japão é o icônico Monte Fuji. Com mais de 3700 metros de altura, esse vulcão é a maior montanha do Japão e tem uma história milenar. Ele entrou em atividade pela última vez em 1707, portanto, é considerado um ponto seguro de visitação, dado sua baixa atividade vulcânica, além da sua beleza.

Wallpaper Monte Fuji

Quer saber como conhecer esse importante ponto turístico em sua próxima viagem aérea ao Japão? Então, continue lendo esse texto até o final e confira algumas dicas de como conhecer essa montanha deslumbrante na sua próxima visita a esse país oriental.

Para quem não quer aventura, escolha a melhor vista da montanha

Muitas pessoas não gostam muito da ideia de escalar montanhas. Como é um esporte de aventura e pelo fato do Monte Fuji ser uma escalada considerada mais técnica, talvez não seja tão interessante chegar as vias de fato e subir a montanha. No entanto, a vista do Fuji é incrível e rende ótimas fotos. Além disso, existem muitas formas de visualizar a montanha, estando mais próximo ou mais longe dela, sem precisar necessariamente chegar ao seu topo.

Uma das opções para quem deseja ter uma vista privilegiada do Monte Fuji é a região do Parque Nacional Fuji-Hakone-Izu. Esse é o local mais próximo de Tóquio que apresenta uma boa visualização da montanha. Existem diversos pontos dentro do Parque que podem ser usados para visualizar o Monte Fuji de diferentes ângulos e é recomendável que você fique pelo menos um dia em algum deles.

Situada a 100km de Tóquio, a região de Hakone é conhecida pelas fontes termais e pela natureza exuberante que cerca toda as cidades contempladas pelo parque nacional.

Existem diversos meios de transporte que levam os turistas para admirar o monte sagrado.

Adquira o Hakone Free Pass e aproveite essa viagem incrível.

Escalando o Monte Fuji

Caso você se interesse por esportes radicais e queira escalar o Monte Fuji, a época mais indicada é o verão – entre os meses de julho e setembro –, quando as trilhas estão em boas condições e a visibilidade da montanha é melhor, diminuindo os riscos de uma tragédia.

Nesse período, não é necessário pedir a permissão especial para o governo visando escalar a montanha, pois o período de escalada está aberto ao público em geral.

Existem quatro trilhas que levam ao cume do Fuji:

  1. Fujinomya: possui uma parte de trekking indicada para quem tem mais experiência, porém é a trilha de menor distância e com maior rapidez para chegar ao topo ;
  2. Kawaguchiko-Yoshida-guchi: é a trilha mais popular, muito indicada para grupos de amigos ou até mesmo excursão;
  3. Gotemba: Essa é a trilha mais longa, sendo recomendada para quem já escalou montanhas de mais de 3000 metros;
  4. Subarichi: a trilha com caminho mais ameno e a mais rápida.

Existem diversos pontos de parada ao longo de todas as trilhas. São locais onde os escaladores e turistas podem descansar, se alimentar e repor as energias para continuar a subida. Caso seja necessário pernoitar, existem albergues específicos em determinados pontos onde é possível acampar e dormir para estar pronto para mais escaladas no outro dia.

Todas as experiências vividas no Monte Fuji são marcantes e valem o esforço. Visitar umas das maiores montanhas do mundo, com um visual incrível, passando por um país tão exuberante é um convite que deve ser levado em consideração.

E você, já pensou em visitar esse local sagrado e de tanta beleza? Tem mais alguma dúvida sobre esse assunto? Deixe o seu comentário e venha fazer esse post junto com a gente.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *